quarta-feira, 11 de julho de 2012

BENEDITO NOVO SC UM LUGAR IDEAL PARA SE FAZER TURISMO RURAL E ECOLOGICO
 
desadsc@gmail@mail.com

quinta-feira, 5 de julho de 2012

Licitação Modalidade Pregão Presencial Lei 10.520

 Todos os Municipios Brasileiros adotaram está Modalidade de Licitação para as licitações amuais. Mais o Fato é que neste tipo de Modalidade os Pregoeiros é quém decide quem são os ganhadores sempre com o Fundamento de Menor Preço O Edital já vem com o preço maior pré estabelecidado, mais como na abertura há uma disputa de lançes verbalmente então ganha quem Ofertar o Menor Preço Observações. Os Pregoeiros não são Tecnicos nas modalidades de serviços e normalmente, não são acompanhados com uma equipe de apoio que seria a Comissão Julgadora das ofertas. Está acontecendo que muitos prestadores de serviços estão trabalhando os serviços com Preços Inexequivel. e Isto é uma Vedação da Lei 8.666 e 8.987. O Objetivo de um municipio não é quebrar Empresas. Mais sim ter um serviço Prestado por um valor justo. Então Fiquén Atentos Tanto a administração Pública quanto ao Pregoeiro de deve ter a equipe de apoio

desadasc@gmail.com Domingos Savio Salvador

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Este é o Veiculo que Esta fazendo Transporte Escolar no Municipio no municipio de BENEDITO NOVO SC de Propriedade da Empresa Fabiano Hoe Inacio, Carroceria Marcopolo GV. Motor Scania ano 1999, 52 lugares sentado e em Otimo estado de Conservação

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

ALERTA AO VALE DO ITAJAI


Atenção aos que moram em Blumenau e Todo o vale do Itajaí, Por conta das ultimas cheias que houve no vale do Itajaí, Todas as Barreiras que saíram das margem do Rio Itajaí Açu agora este barro está no fundo do Rio provavelmente aumentando em quase um metro o fundo do Rio.
Se houver mais uma chuva com a mesma intensidade e quantidade de milímetros de água que houve em 2011. Então podemos ter cheias com um metro superior a ultima Catástrofe.

Estou Alertando aqui porque não vejo ninguém se Preocupando com Isto.

Domingos Savio Salvador

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

GREVE NO TRANSPORTE COLETIVO DE BLUMENAU

Hoje Dia 23/11/2011 O Transporte Coletivo de Blumenau. Parou por Cinco horas motivo greve dos funcionários das empresas consorciadas ao SIGA, GENTE ESTE É O MOTIVO PELO FATO QUE EU COMO PROFUNDO CONHECEDOR DESTAS ATIVIDADE E DE TODO O ROL DE LEIS NÃO GOSTARIA QUE FOSSE EM SISTEMA DE CONSORCIO, Ai acontece Isto todas aderem ao Mandante do consorcio que no caso Empresa Nossa Senhora da Gloria, se não fosse em sistema de consorcio talvez a greve não fosse de Todo o transporte Coletivo.

O Presidente do Sinditranscol falou na Radio Nereu ramos que se não Houvesse um acordo entre o SIGA e o Sinditranscol eles iriam parar de novo e Por Tempo Indeterminado até que houvesse o acordo.

E Eu Afirmo Categoricamente que o Consorcio SIGA só fará um acordo a partir da hora que o Prefeito sinalizar positivamente um Reajuste tarifário. mesmo que o que o Prefeito sinalizou não venha a público. mais o acordo só sai desta Maneira.

Na Verdade tudo Isto já estava no Script. a parceria SIGA, SINDITRANSCOL e PREFEITO, O que vem a Público greve um Fala uma coisa outro fala Outra isto tudo é só pra Enganar Bobo.

Se O SINDITRANSCOL Fosse Tão serio que tivesse somente interessado no reajuste da categoria, Então deveria Fazer o SEGUINTE INICIA UMA GREVE SOMENTE NA CATRACA DOS ÔNIBUS TODOS EMBARCAM POR TRÁS

E SAEM POR TRÁS TAMBÉM Assim ele vão Ter Total apoio do povo e pior jogando os Custos para que não senta pra negociar com Eles.

E ai eu Pergunto Estou Errado.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Mine Terminal de Transporte Coletivo



Estas Estações de Pré embarque como eles chamam no Transporte Coletivo de Blumenau Ficou muito Boa pelo fato dos seguintes fatores, são fechadas, os Usuários ficam abrigados em um local que não molha quando chove e ainda é Climatizada protegendo os usuários do Calor no verão de Blumenau que é horrível. 

Pontos Negativos deste Projeto
Já que gostaram Bastante na Construção destes mines terminais porque já não Fizeram na mesma altura do primeiro degrau do ônibus, Daria mais segurança no caso de um Veiculo se perder de Bater neste Mine Terminal que é quase totalmente de Vidro ou acrílico, Sugiro para que uns Tres metros antes do abrigo coloque uma proteção seja uma mureta ou um poste de um metro de Altura para proteger o mine terminal de impactos inesperados de veículos. Ou poderia ser também um Guardreil de Ferro. 

Mais Parabéns ao Consorcio SIGA pelo Projeto. O Povo de Blumenau Merece.  

Domingos Sávio Salvador

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Transito urbano das Cidades

Em qualquer cidade do Brasil. O Transito no perímetro urbano de todo o município. quem tem que criar as regras de transito é o município o próprio código nacional de transito transfere esta autonomia aos municípios. O município pode e dever criar regras e estruturas de forma a proteger as vidas. e de dar mais fluidez ao transito, a Regra nacional que vale nos perímetros urbanos dos municípios são os valores de multas e a pontuação na habilitação, mais quanto ao Limite de velocidade ou lombadas eletrônicas ou físicas, isto quem determina nos município e em vias urbanas. é o Prefeito ou no caso que tenha uma autarquia de transito, então é a própria autarquia com a sansão do Prefeito e dos vereadores. Quem deve Resolver os problemas do município é o Prefeito. e todas as responsabilidades recaem sobre ele tanto para o lado bom quanto para o lado Ruim.


Domingos Sávio Salvador  

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Bicicleta de ALUGUEL Em Blumenau

POIS É. Projeto que Beneficiou a Associação ABC, Prefeitura e Consorcio SIGA

Quando Foi Feito uma Audiência Publica na camará de Vereadores de Blumenau. Eu me Pronunciei dizendo que em Blumenau este projeto não daria certo. porque em Blumenau a Areá demografica local não favorecia este tipo de Projeto devido a muitos morros e Principalmente em função de que Blumenau tem Bairro com distancias muito grande do centro ou do mercado de trabalho sem Falar que não temos ciclovias e as que temos, são de Forma irregular perante ao código nacional de transito, Falei Também que implantar este projeto aqui em Blumenau seria Jogar Dinheiro público fora, A população não iria aderir ao Projeto.

E Pessoal deu em que este Projeto?
Será que eles Vão devolver o Dinheiro aos cofres Públicos?
Onde foram Para aquelas Bicicletas sim porque foi paga com Dinheiro Público.
Eles deveria Doar aquelas Bicicletas para Entidades não Governamental.

TEMOS QUE FICAR DE OLHO NESTAS COISAS, DE QUEM É A RESPONSABILIDADE DESTE ABSURDO.


   

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Viage pelo Mundo Instale este Aplicativo

http://maps.google.com.br/intl/pt-BR/help/maps/streetview/

Vejam Neste Link acima como navegar pelo mundo todo sem sair de casa usando nada mais nada menos que o Google Street Wiev > é uma Ferramenta da Google que vai Revolucionar o Mercado 

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

PROJETO PREVENÇÃO de ENCHENTE no VALE do ITAJAÍ

O Governador Raimundo Colombo do estado de SC e uma Comitiva de prefeito do Vale do Itajaí. Foram ao Japão para ver e fazer uma parceria para aplicar aqui no vale um Projeto japonês de prevenção de Cheias.

Sendo que a Resposta é Fácil, e Notória, Só tem Dois tipos de projetos a ser implantado para dar solução a este gravíssimo Problema que assola o Vale do Itajaí quase todos anos

PRIMEIRO.
Micro Represas ao Longo do Rio Itajaí Açu, No Seguinte Modelo de Trombudo Central Para Baixo até Ilhota. Fazer varias micro represas semelhante a que tem ali na ponte do salto. e Com válvulas de escape de água a ser controlada por monitores da defesa civil, cominando com este mesmo Projeto afundar consideravelmente o Leito do Rio em Locais com maior extensão de Largura exemplo, um pouco para cima da ponte de Indaial. e em locais pouco habitados formar tapumes de armazenamento temporário nas margem do Rio. Com estas três medidas aplicada simultaneamente já resolveremos mais de 80% das cheias ao longo do Rio Itajaí Açu

SEGUNDO.
Criar um Canal de Vasão que leve a água direto para o mar Exemplo. Iniciando na Ponte do salto até o Mar, em Lugares Planos teremos uma grande vala e onde a um Morro ou uma montanha passa por baixo da montanha ou morro já exite maquinas apropriadas para fazer isto as mesma maquinas que fazem Tuneis subterrâneos. Mais vocês podem perceber que este projeto é caríssimo e ainda pode não atende o Vale do Itajaí todo, há estava esquecendo de dizer que quando não há cheias este canal pode servir para outro tipo de coisa tanto de utilidade publica quanto de Turismo com trilhos semelhantes ao do trem.

Domingos Sávio Salvador desadsc@gmail.com

         

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

A Exclusão por Decreto

O QUE VOCÊ ACHA QUE ACONTECEU COM ESTE EMPRESARIO 

ASSISTA O VÍDEO 

13/07/2007 - Transporte Coletivo
Audiência pública apresenta processo de licitação para exploração de transporte coletivo

O Seterb promoveu nesta sexta-feira, 13, uma audiência pública para apresentar o processo de licitação para a exploração do transporte coletivo. O encontro reuniu representantes de empresas interessadas na prestação do serviço, mas não chegou a esclarecer algumas dúvidas dos empresários.

 Durante o encontro, representantes da empresa que está elaborando a licitação fizeram uma apresentação do sistema do transporte coletivo da cidade, o que deve ser solicitado aos concorrentes na licitação e como vai funcionar o processo. Mas nada do que foi apresentado trouxe novidades.



video
Hoje o transporte coletivo de Blumenau é explorado por três empresas: Glória, Verde Vale e Rodovel. O contrato destas empresas com a prefeitura foi prorrogado em 2002, por 10 anos, sem o processo de licitação. O Ministério Público considerou a prorrogação ilegal e exigiu do governo municipal a realização do processo licitatório para a escolha das empresas que irão explorar o serviço. O edital tem que ser publicado no dia 6 de agosto e a audiência pública realizada sexta-feira, 13, faz parte do processo.

Agora tire suas próprias conclusões. e veja como como o povo de Blumenau foi enganado e continua sendo

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Blumenau ADSC: Transporte e Infraestura de Qualidade é assim

Blumenau ADSC: Transporte e Infraestura de Qualidade é assim

Fotos e Documentos

Transporte e Infraestura de Qualidade é assim

video video
Aqui Podemos ver os novos ônibus que a cidade de Curitiba disponibilizou para sua população em 2011, foram adquiridos ao todo 500 novos ônibus e nestes Vídeos dois dos Maiores ônibus do Brasil já em operação na cidade de Curitiba. Além do Conforto observe um detalhe este Veiculo roda com o Biocombustível. e O valor da Tarifa é R$ 2,50 Dois reais e Cinquenta centavos isto é em 10/09/2011.. 

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Transporte Sem Qualidade para Blumenau

O Consorcio SIGA do Transporte Coletivo de Blumenau, Está comprando os ônibus velhos do Transporte Coletivo de Curitiba para colocar em Nosso Transporte Coletivo de Blumenau. eu acho que eles não gostam de seus Clientes Usuarios. a Expressão Passageiros em primeiro lugar já foi pro Brejo é uma verdadeira pena.

Eu acho que o Povo não merece essa desconsideração, Em pensar que nosso Transporte Coletivo já foi Referencia de qualidade no ano 2000. Nesta Foto é um dos ônibus velhos que eles compraram de Curitiba.

Transporte de Qualidade em curitiba




Este é Um dos 500 Veículos novos adquiridos neste ano na Frota do Transporte Coletivo de Curitiba a qualidade é perceptível no referente a estética visual no Referente a Acentos altos com encosto de Cabeça e vários outros acessorios de conforto aos usuários. PARABÉNS CURITIBA

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

TREM DE LEVITAÇÂO

Este é Um projeto grandioso, mais é o Futuro em Matéria de Transporte Coletivo de Passageiros para medias e longas distancias, existem modelos para curtas distancias também, que no futuro logo serão implantados até porque o custo nem é tão grande e o beneficio é muito grande tanto para locomoção humana quanto para o meio Ambiente.  Assista o Vídeo e Pode colocar em tela Cheia

video
  

Transporte de Qualidade

Espero que este Tipo de Transporte de Qualidade Realmente esteja a disposição do Povo Brasileiro nos próximos 10 anos ou menos são técnicas muito formidáveis, na areá de Transporte Coletivo, alem de não poluir o meio ambiente.
É um tipo de Transporte que pode ser implementado em cidades de medio de grande porte ou seja cidades com acima de 300 mil habitantes, basta os gestores de transporte irem atras dos investimentos e recursos.

Assista o Vídeo no Link http://www.dee.ufrj.br/lasup/maglev/

video

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Impostos no BRASIL. quem paga mais são os Pobres

Quem paga imposto no Brasil são basicamente os pobres.”

A frase é do presidente do Ipea, economista Márcio Pochmann, e talvez você já a tenha ouvido algumas vezes pensando, talvez, em sonegação fiscal.

É triste dizer isso, mas infelizmente é, na sua essência, um problema pior, porque não se resolve com medidas administrativas.

Essa pausa do final de semana pode ajudar a gente, no meio do torvelinho da crise, a falar algo de útil para a compreensão do assunto.

O Brasil tem um cipoal de impostos e uma carga tributária que, se não é alta pelo padrão de países desenvolvidos, também não é baixa, se considerada sua repercussão sobre o mundo do trabalho e da produção.

Mas é o peso que tem cada grupo de impostos que vai nos dizer quem está pagando quanto de impostos.

A maior parte do bolo é, disparado, a do imposto indireto, cobrado sobre o consumo.

Cerca de 60% do total de impostos recolhido no Brasil incide sobre o que as pessoas consomem. Além do ICMS e do Imposto sobre Produtos Industrializados, que representam metade deste percentual, atingem o consumo todos os tributos que vão parar lá na nota fiscal dos produtos ou serviços consumidos pela população: ISS, Cofins, etc…

Aumentar estes impostos, portanto, significa aumentar preços e, consequentemente, reduzir o poder de compra da população. E, em geral, fazer isso em cima dos mais pobres. Por que? Porque os impostos sobre consumo representam, em média, um peso sobre a renda disponível três vezes maior sobre os que ganham menos de três salários mínimos quando se compara ao que pagam os que tem renda de mais de 20 salários-mínimos.

Por mais que se possa ajustar a alíquota sobre cada bem – o feijão, por exemplo, ter uma alíquota menor que as bebidas, o que basta para mostrar como é injusto o tal “imposto único” – este imposto embute uma “cegueira” social: não importa que seja rico ou pobre, todos pagam o mesmo.

Já os impostos diretos, que incidem diretamente sobre a renda e a riqueza patrimonial, são mais diretos e que menos impactam a atividade econômica, porque incidem sobre o resultado do término dela, no indivíduo ou na empresa.

O maior destes impostos, o de renda, representa, aproximadamente, 25% de nossa carga tributária, apenas. E nela, a renda do trabalho e a do capital quase empatam: a renda do trabalho responde por 10%, enquanto a renda do capital corresponde a 11%, restando 4% para outras rendas.

Nosso imposto de renda não apenas é baixo para quem ganha muito e alto para quem ganha pouco, com poucas e limitadas faixas de renda, como é mal distribuído entre os tipos de atividade econômica das empresas.

Para sustentar a a primeira afirmação, olhe este gráfico (vai ser preciso ampliar para ler) elaborado pela KPMG, uma das gigantes mundiais no ramo de auditoria e consultoria contábeis. Repare que, para quem tem renda superalta, o peso dos impostos (inclusive os previdenciários) aplicados no Brasil só é maior que o dos paraísos fiscais, plenos ou parciais, e do que alguns países ex-bloco soviético, onde o sistema tributário foi remontado a partir do fim dos regimes comunistas e – já está claro – não se sustenta.

Repare que não se está comparando apenas com os países ricos, para evitar o argumento de que paga-se muito lá mas os serviços estatais são bons. Aliás, nem isso é verdade, como se vê no exemplo dramático de existirem nos EUA 50 milhões de pessoas sem qualquer – boa ou ruim – cobertura médica.

Se aquele magnata americano, o Warren Buffett, fosse brasileiro, o seu artigo “Parem de mimar os super-ricos” seria muito mais contundente do que foi nos Estados Unidos, onde os impostos diretos são mais altos.

Quanto à má distribuição entre os setores, ela fica clara quando se observa os critérios de tributação: as maiores alíquotas incidem sobre a renda do trabalho. Os bancos, por exemplo, recolhem cinco vezes menos imposto de renda do que todas as pessoas físicas do país. E as empresas se valem da isenção de imposto sobre seu lucro, em boa parte, pelo ‘pagamento de juros sobre o capital próprio” feito a seus acionistas, entre outros mecanismos para “driblar” recolhimentos maiores.

O último grupo de impostos, então, é mais escandaloso: o sobre o patrimônio. Em países desenvolvidos, e que ninguém põe em dúvida serem liberais, os impostos sobre patrimônio representam mais de 10% da arrecadação tributária: no Canadá são10%, Japão,10,3%, na Coréia,11,8%), na Inglaterra,11,9% e nos EUA nada menos que12,15%.

No Brasil, 3,4%.

Este é o quadro de um país que se escandaliza com um aumento de 0,1% sobre as rendas mais altas – embora seja adequada a discussão sobre o que é renda mais alta, aqui – para financiar o sistema público de saúde.

A ineficiência dos serviços públicos, se tem de ser vencida pela profissionalização e modernização da sua administração não pode servir de biombo para a realidade que foi sintetizada pelo professor Pochmann:

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Metragem do Rio Itajai Açú

Eu Acho engraçado como eles fazem está medição do Rio, se cada vez que temos uma enchente. O Fundo do rio sobe mais para cima.
Isto quer dizer que a cada enchente a medição é outra.

E temos mais um ponto que não é comentado?

No centro de Blumenau onde o rio tem pouca correnteza é uma coisa, já nos lugares onde tem bastante correnteza é outra.

Se no Bairro Badenfurt o Rio atingir uma metragem de 10 metros no centro de Blumenau vai dar no minimo 13 metros.

Isto pelo fato, que no bairro Badenfurt o rio está em uma grande correnteza, já no centro de Blumenau o Rio praticamente Para, onde que as águas ficam armazenada para dar vazão para baixo em direção a Gaspar.

Isto Posto mostra que não temos medição das águas a níveis confiáveis, Até porque eu não confio em gente que tem Profundos interesses econômicos por traz destas catástrofes todas. É a épocas que as lojas de eletro domésticos e de materiais de construção mais vendem é quando acontece estas desgraças.